23/04/2011

Desabamento do sobrado

Causo aterrorizante que começa numa noite chuvosa. Nada paranormal, muito pelo contrário, um fato comum. Talvez não para uma criança de 11 anos; mas algo marcante a ponto de destacar detalhes da historia.

Minha avó Myrian e sua tia Maria Luiza haviam acabado de sair do cinema em Três Corações - MG e foram caminhando pela rua junto com mais pessoas no caminho de volta. Pararam para conversar com um conhecido e mais quatro pessoas que também haviam assistido a sessão continuaram andando. De repente, ouviram um estalo muito alto no final da rua, e quando viram um sobrado enorme havia desabado. Duas pessoas conseguiram correr, mas uma moça e um rapaz não fugiram a tempo. Minha avó, com apenas 11 anos de idade viu os corpos serem retirados dos escombros, e assim descobriu que a moça estava grávida. Ela estava com um vestido azulão, de seda, com uma barriga enorme e uma fratura exposta na perna. Viu também o desespero dos outros dois, que se salvaram, chorando pelos respectivos cônjuges.

No enterro da moça que estava grávida, minha avó se recorda dos outros filhinhos dela, ainda pequenos, 2 ou 3 anos de idade, chorando, pedindo pela mãe.
Foi esse um dos primeiros contatos de minha avó, ainda muito novinha, com a morte, assim tão de perto.

Nenhum comentário: